Consumo de açúcar deve ser controlado como cigarro e álcool

Olá, pessoal.

Estou repassando essa matéria que encontrei no site da News Med, publicada pela revista Nature.

É um tema muito interessante e atual. Vale a pena conferir!

   “Três cientistas da Universidade da Califórnia (EUA), em artigo publicado na revistaNature, recomendam o controle do consumo de açúcar pela população, da mesma forma que é feito o controle sobre o consumo de álcool e cigarro. Os pesquisadores alegam que o açúcar está alimentando uma epidemia global de obesidade e contribuindo para 35 milhões de mortes todos os anos.

   Segundo as Nações Unidas, as doenças infecciosas no mundo já foram superadas pelas doenças não-transmissíveis como diabetes mellitus, câncer e doenças do coração.

   Robert Lustig, Laura Schmidt e Claire Brindis afirmam que os efeitos danosos do açúcar são semelhantes aos promovidos pelo álcool e que, por isso, seu consumo também deveria ser regulamentado pelas autoridades de saúde.

    O consumo mundial de açúcar triplicou nos últimos 50 anos, após a adoção de dietas ocidentais que incluem alimentos de baixo custo e altamente processados. De acordo com os autores do artigo, o cenário chegou a tal ponto que os países deveriam regulamentar a taxação de produtos industrializados açucarados, limitar a venda de tais produtos em escolas e definir uma idade mínima para a compra de refrigerantes.

    No entanto, diferente do álcool ou do cigarro, que são produtos consumíveis não essenciais, o açúcar está presente em diversos alimentos, o que dificulta a sua regulação.

  A obesidade não é o principal problema do consumo excessivo de açúcar. Cerca de 20% das pessoas obesas têm metabolismo normal e terão uma expectativa de vida também normal e aproximadamente 40% das pessoas com pesos considerados normais irão desenvolver doenças no coração e no fígado, diabetes mellituse hipertensão arterial, de acordo com os cientistas. Além disso, a disfunção metabólica é mais prevalente do que a obesidade.

   Comparativo entre os danos provocados pela exposição crônica ao álcool e ao açúcar:

Exposição crônica ao álcool Exposição crônica ao açúcar
Desordens hematológicas
Anormalidades eletrolíticas
Hipertensão arterial Hipertensão arterial (ácido úrico)
Dilatação cardíaca
Cardiomiopatia Infarto do miocárdio (dislipidemia e resistência à insulina)
Dislipidemia Dislipidemia (lipogênese)
Pancreatite Pancreatite (hipertrigliceridemia)
Obesidade (resistência à insulina) Obesidade (resistência à insulina)
Desnutrição Desnutrição (obesidade)
Disfunção hepática (esteatohepatite alcoólica) Disfunção hepática (esteatohepatite alcoólica)
Síndrome fetal alcoólica
Vício Habituação e até viciação

Fonte: Nature, de 02 de fevereiro de 2012

NEWS.MED.BR, 2012. Nature: consumo de açúcar deve ser controlado como cigarro e álcool. Disponível em: <http://www.news.med.br/p/saude/259455/nature+consumo+de+acucar+deve+ser+c.htm&gt;. Acesso em: 11 fev. 2012.”
Anúncios

4 comentários sobre “Consumo de açúcar deve ser controlado como cigarro e álcool

  1. Pensador disse:

    Vamos analisar um pouco a sequência de raciocínio:
    1-O açúcar em excesso faz mal e está relacionado à uma série de doenças.
    2-A indústria exagera no açúcar colocado nos alimentos industrializados.
    3-Vamos regular o açúcar nos alimentos e evitar doenças!!!
    Parece lindo, mas peraí ! Eu sou um cara saudável, pago o meu plano de saúde (privado), tenho uma dieta controlada. Um belo dia resolvo comprar um brigadeiro para lembrar a minha infância e percebo que o que está sendo vendido é totalmente sem graça porque o açúcar nele foi reduzido. Eu pego, compro os ingredientes e faço em casa. No fim essa regulação só me fez perder tempo.
    Vamos supor que meu vizinho é gordo, adora ser gordo, tem uma série de doenças. Ele ama brigadeiros. Você acha que ele vai parar de comer doces por causa de uma regulação ridícula ?
    Não seria mais sensata a sequência: eu entendo os riscos, o corpo é meu, eu faço o que eu quiser com ele, eu como o que eu quiser, se eu ficar doente eu pago o meu médico, e se não tiver tratamento, eu morro feliz por culpa minha comendo o que eu quero?
    Regulação é ditadura disfarçada, eu sou responsável por ter a saúde que eu quero.
    Se for assim, vamos proibir as pessoas de andar de carro porque os acidentes matam mais que o açúcar. Vamos proibir as pessoas de jogar video-game porque pode viciar e levar ao sedentarismo. Vamos proibir, proibir, proibir… O QUE QUE É ISSO !?!? A regulação ultrapassou já o limite do ridículo.
    Não sou gordo, não amo açúcar. Ponto.

    • sejavivaz disse:

      Olá,

      Não sei se o conheço, mas vamos lá.

      Como você leu, eu reproduzi em meu blog essa matéria pois achei interessante. Caso você se interesse em saber um pouco mais sobre os meus pensamentos, leia os meus primeiros posts, e acho que compreenderá. Resumindo: sou à favor da vida, à favor da liberdade PLENA, à favor de que cada um cuide de sua vida da maneira que bem entender, em todos os aspectos, seja comendo, bebendo, entre outros.
      Realmente, concordo com o que você diz… Nossa indústria acaba por exagerar durante o preparo de muitos alimentos, que acabam nos ‘enganando’, e também concordo com você que não devemos nos privar das coisas por acharmos que vamos morrer se continuarmos comendo- não sou nenhum pouco à favor do radicalismo, pelo contrário, mais uma vez eu digo: esses sãos os meus pensamentos!!!!

      Como sou nutricionista a minha função é informar às pessoas quanto a realidade em que vivemos hoje. Não tenho dietas prontas e engavetadas como a maioria têm… Assim como também não defendo os adoçantes e as fórmulas milagrosas para emagrecer!!!

      A regulação e rigidez somos nós mesmos quem criamos, você não acha? Nós temos sim é que sermos informados sobre as coisas, e cabe a nós decidirmos o SIM ou NÃO. Mas acho um pouco desnecessário e incoerente uma pessoa ‘se matar’ por esses motivos. Cabe a nós orientarmos as pessoas a se educarem quanto a alimentação, estilo de vida, de maneira natural e sem radicalismos.

      Acho que você acabou se precipitando ao dizer que “a regulação ultrapassou já o limite do ridículo” pois esse post é apenas uma informação. Cada um faz o que quer… Eu também adoro comer brigadeiro, doces e salgadinhos quando vou a festas!!! Mas eu quero vier, e com muita saúde!!!!

      Espero ter conseguido transparecer um pouco sobre a idéia deste blog.

      Grata,

      Carolina F Viesi

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s